Dificuldade com metodologia da pesquisa? Leia-me!

Tempo de leitura: 8 minutos

Olá, tudo bem? Dificuldade com metodologia da pesquisa? Eu também já tive. Inúmeras. Angustiantes, causadoras de insônia, inércia, preocupação com quando finalmente conseguiria um feedback do orientador e a tortura acabaria? etc. Conheço e vivenciei, por anos, essas angústias durante pesquisas. Sinceramente, acho que pecamos pela falta de conhecimento. Menosprezamos metodologia em momentos que ela nos daria a chave de resolução de algum bloqueio durante a pesquisa. Ao ver essas experiências angustiantes, que alguns dizem ser parte do projeto da pesquisa científica, percebi que minha dificuldade era a mesma de muitos e resolvi contribuir para que o problema fosse, ao menos, minimizado. Particularmente, acredito que o desespero que a gente entra, por vezes, é inteiramente desnecessário. O fato de uma pesquisa ser algo trabalhoso é ponto pacífico e indiscutível. Mas que pesquisar tenha que ser um sofrimento causador de estresses sem tamanho, acho inteiramente questionável. Por essa razão, te convido a conhecer meu trabalho… O que é? Como é? O que pretendo com isso? Que feedbacks tenho recebido das minhas aulas particulares de metodologia científica?

O que faço e como faço?

A consultoria consiste em aulas particulares nas quais o aluno me apresenta suas dificuldades e, a partir daí, trabalhamos para saná-la. Normalmente, acontece da seguinte forma: esse aluno me apresenta um problema relacionado à sua vida acadêmica (ou aqueles que estão fora da universidade e querem ingressar nessa vida acadêmica), que normalmente pode ser traduzido como:

“Bonnie, gostaria de pesquisar tal coisa”

Ao que eu respondo:

 “Mas como exatamente você pretende fazer isso?”

E a resposta que eu recebo é algo do tipo:

–   Pensei em fazer da maneira x, y, z…

Nessa hora, percebo que o aluno precisa pensar melhor sobre o que e como ele vai pesquisar o que deseja para a pesquisa se tornar possível com o tempo e os recursos disponíveis, além de toda avaliação de orientação disponível em seu programa de pesquisa, linhas de pesquisa, etc.

Também posso ajudar aqueles que já estão cursando suas pós-graduações a adquirir formas mais produtivas de trabalhar em suas vidas acadêmicas, com melhores hábitos de leitura, estudo e escrita acadêmica.

Outras vezes, ajudo a ponderar os prós e contras envolvidos em uma escolha de carreira acadêmica que ajuda o aluno a tomar uma decisão mais bem informada.

Enfim, cada aluno apresenta inúmeras possibilidades que somente tornam meu trabalho de ajudá-lo mais criativo, prazeroso e cheio de surpresas boas.

Quer saber como mais eu posso te ajudar?

Eu sou uma aprendiz, aquela que está em constante formação. A cada dia busco aprimorar minhas competências para estar cada vez mais apta a ajudá-lo(a). Hoje, posso te ajudar com essa listinha abaixo. Amanhã, espero te ajudar muito mais.

  • Dificuldade com metodologia da pesquisa, principalmente relacionadas às metodologias qualitativas.
  • Dúvidas com a forma dos seus trabalhos acadêmicos (e não com o conteúdo, porque este é inteiramente de responsabilidade sua e de seu orientador, que é “Deus na terra” para você, em tudo que disser respeito à sua vida acadêmica), sejam eles TCCs, monografias, teses, dissertações, artigos ou mesmo trabalhos como resumos, resenhas, fichamentos;
  • Como melhorar sua forma de estudar (são inúmeras técnicas a nosso serviço, restando a nós identificar não só aquela que mais funciona para cada um, como aquela que funciona para cada disciplina);
  • Maneiras de melhorar seus processos de leitura para que você caminhe, cada vez mais, para se tornar um leitor profissional;
  • Inúmeras dicas e ensinamentos para transformar sua escrita (aquela que você já sabe fazer) em uma escrita mais próxima da escrita científica desejável, que tem características próprias, incluindo, até mesmo, uma certa etiqueta;
  • Estruturar de forma realista as etapas da sua pesquisa, seus prazos, suas metas intermediárias, etc;
  • Tornar você apto a estruturar em um projeto de pesquisa formal sua ideia inicial de pesquisa, da forma mais desejável e factível, dentro da situação que você me apresentar (linhas de pesquisa, programa de pesquisa, orientadores possíveis, tempo hábil, interesse pessoal pelo tema, oportunidades profissionais que essa pesquisa pode lhe render, etc).
  • Enfim, cada caso é um caso, mas meu conhecimento acumulado nos 12 anos em que vivenciei graduação, mestrado e doutorado estarão a sua disposição.

Quer ouvir dos meus alunos o que eles acharam da minha ajuda? Vai na página depoimentos e imagina o quanto fico feliz com o reconhecimento desse trabalho!!

Fique por aqui acompanhando meu trabalho. Deixe seu melhor e-mail ao lado para receber o ebook e as notificações das novas postagens.

Meus esforços serão no intuito de sempre postar materiais de qualidade para você e com uma linguagem acessível e agradável a todos.

Curtiu, compartilhe no Facebook

Ps. Se você quer saber como tudo isso começou… leia abaixo a pequena história desse sonho que é o trabalho realizado nesse site.

Em 2014, pensava em uma forma de trabalhar com educação à distância, algo que me atraía muito e que poderia me deixar independente para trabalhar com as benesses do trabalho online, “A qualquer hora, e em qualquer lugar”. Um belo dia, redigindo minha dissertação de doutorado, fiquei lembrando de como passei alguns meses com amigos na biblioteca e como pude ser útil para o processo de dissertação da tese deles, ao dar dicas de como eles poderiam escrever seus textos, como dividir internamente os capítulos, dirimir algumas angústias, etc, uma série de pequenas coisas que, juntas, criavam mais segurança para continuar dando passos com a tese, mesmo quando não conseguiam um retorno imediato do orientador. Ao perceber que o conhecimento que eu tinha acumulado até então auxiliava àqueles que estavam perto de mim, pensei, “Por que não prestar esse serviço a quem quer que vivencie dificuldades na execução das tarefas de sua vida acadêmica?”

Quando pensei nisso às 15h, mal sabia eu que aquela ideia iria efervescer na minha mente até às 2h da manhã!!!! Fiquei extremamente eufórica porque finalmente parecia que eu tinha chegado a uma proposta de trabalho autônoma e interessante para trabalhar com educação à distância com algo que eu não só gostava, mas que parecia que eu era competente fazendo.

Por todas essas horas, fiquei pensando porque isso era bom e coisas pelas quais poderiam dar errado ou fazer com que os orientadores de quem eu viesse a ajudar pudessem achar que eu estaria concorrendo com eles nas minhas sugestões ou atrapalhando o trabalho deles de alguma maneira. Entretanto, entendi que contribuindo para um melhor entendimento do que é a pesquisa, a forma correta de elaborá-la em um projeto, as melhores maneiras de descrever isso por escrito, somente poderia fazer com que o texto que chegasse ao orientador fosse mais fácil de ser corrigido por ter sido elaborado com mais critérios metodológicos e de redação. Eu mesma, atuando como professora, sei bem das dificuldades da correção, ou mesmo como participante de algumas bancas de defesa seja de monografia ou dissertação, percebo como o nosso trabalho é não somente mais fácil, como muito mais prazeroso se recebemos um bom texto bem escrito para avaliar. Nos envolvemos mais fácil e rapidamente com o conteúdo, quando não somos obrigados a ficar engasgando na nossa leitura pela redação ou outros erros de apresentação.

Em setembro de 2015, finalmente lancei o site da consultoria e, desde então, tenho vivenciado a realização desse projeto. São pessoas que ajudei dizendo que sem minha ajuda não teriam conseguido passar no processo seletivo do mestrado, do doutorado. A felicidade é extrema quando alguém que atendi na consultoria diz que teve o resultado almejado e difícil de imaginar no início dos nossos encontros. Tudo isso só reafirmou que tinha vislumbrado um caminho para verdadeiramente contribuir com as pessoas em suas trajetórias de vida e suas trajetórias acadêmicas. Amo lecionar e aulas particulares me permitem acompanhar passo a passo o desenvolvimento de um aluno em um determinado campo do conhecimento, nos seus processos de estudo, escrita, etc. Torno-me uma observadora privilegiada desse desenvolvimento e com minha disposição para o trabalho reavivada a cada Obrigado(a) que recebo resultante de uma vitória dos meus alunos. A vocês que me agradecem e estimulam esse trabalho, “Eu que agradeço!”

Bonnie 🙂

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *